Comércio de Ribeirão Preto tem queda nas vendas em setembro, aponta Pesquisa Movimento do Comércio

Ribeirão Preto espera R$ 730,8 mi do 13º salário
19 de outubro de 2018
Vendas no varejo sobem 3,9% no acumulado de 12 meses até setembro no País
23 de outubro de 2018

O comércio de Ribeirão Preto (SP) apresentou em setembro de 2018 uma redução média nas vendas de 0,39%, quando comparadas a setembro de 2017, segundo a pesquisa Movimento do Comércio realizada mensalmente pelo Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto e Região (SINCOVARP). Entre as empresas pesquisadas 52,1% consideraram que as vendas foram piores em setembro de 2018 do que no mesmo mês de 2017, enquanto, 43,7%, consideraram o contrário e, 4,2% disseram que as vendas nos dois meses foram equivalentes.

O resultado aponta para uma polarização, com pouco mais da metade das empresas apresentando quedas nas vendas e, quase outra metade, mostrando elevação das vendas. Esta polarização mostra que algumas empresas, em setores específicos, começam a sentir os efeitos da recuperação mais rapidamente enquanto outras, ainda sofrem com a desaceleração da economia.

Setores – Entre os pesquisados, cinco tiveram quedas nas vendas e quatro  crescimento. Com quedas foram: Tecidos/Enxoval, – 4,20%, Livraria/Papelaria, – 3,17%, Cine/Foto, – 2,60%, Ótica, – 1,58% e Calçados, – 0,50%.  Com crescimento das vendas ficaram Móveis com 3,36% a mais e Vestuário, com 3,13%. Resultados mais expressivos apareceram em Eletrodomésticos com 1,82% e Presentes  0,20%

Postos de trabalho –  No que se refere ao emprego, a pesquisa apurou uma elevação de 0,5% no número de postos de trabalho do comércio durante o mês de setembro. Entre as empresas entrevistadas 95,8% declararam que não alteraram os quadros funcionais durante o mês, enquanto 2,1% demitiram e igual percentual, 2,1%, contrataram no período. O único setor que contratou foi Calçados, com um aumento médio dos quadros de 6,25%, do outro lado, o setor que apresentou redução no número de postos de trabalho foi Livraria/Papelaria com – 1,09%.

Modalidade – Em relação à modalidade de pagamento utilizada no comércio, o cartão de crédito mantém a liderança, sendo utilizado em 55,28% das transações, enquanto as vendas à vista respondem por 32,97% e a prazo, por meio de carnês ou cheques pré-datados, respondem por 11,75%. O setor que mais utilizou o cartão de crédito foi Ótica com 68,00%. Com maior concentração nas vendas à vista aparece Livraria/Papelaria com 56,67% de suas vendas pagas com a modalidade. Por fim, o setor que mais realizou vendas a prazo, com carnês ou cheques pré-datados,foi Eletrodomésticos, com 19,94% das  vendas feitas na modalidade.

Análise – Para o economista do SINCOVARP, Marcelo Bosi Rodrigues, responsável pelo Estudo, 2018 não tem sido muito promissor para o comércio, a desaceleração econômica atingiu em cheio o segmento que vem sofrendo fortemente com a falta de confiança de consumidores e empresários, além disso, a greve dos caminhoneiros e as eleições presidenciais intensificaram as incertezas.

“O país, governado por um vice-presidente desacreditado, tanto por aliados quanto por adversários, impediu que fossem realizadas reformas imprescindíveis que poderiam ajudar a construir a base da retomada do crescimento econômico, deixando essas reformas para o novo governo e adiando o reaquecimento da economia” argumenta Rodrigues.

Para o economista, estamos andando de lado, com pouca credibilidade e muita incerteza. A economia brasileira está demasiadamente atrelada à política neste momento, por isso o país aposta todas as suas fichas no liberalismo econômico que “pariu” o Plano Real, mas neste momento, tudo indica que o viés será de direita e não de esquerda como em 94.  “O novo governo eleito contará com o apoio da maioria da população o que poderá trazer melhorias para o comércio já neste ano, independente de quem seja eleito, agora para esse entusiasmo perdurar, não será possível deixar as reformas de lado”, conclui Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *