Governo eleva previsão de alta do PIB em 2019 para 0,9%

Horário de funcionamento do comércio no feriado da Proclamação da República
7 de novembro de 2019
Comércio e serviços geram 28 mil vagas em setembro em São Paulo
11 de novembro de 2019

Previsão anterior era de 0,85%; estimativa de inflação para 2019, segundo Ministério da Economia, passou de 3,6% para 3,26%

O governo elevou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 de 0,85% para 0,9%, informou a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia nesta quinta-feira (7).

É a segunda vez consecutiva que o Ministério da Economia eleva a previsão para o crescimento do PIB, após quatro cortes seguidos.

De acordo com relatório do Ministério da Economia, “os melhores resultados da atividade econômica nos meses de julho e agosto e os desembolsos advindos do Saque Imediato [saque de até R$ 500 das contas do FGTS] elevaram as estimativas de crescimento para o terceiro e quatro trimestres de 2019”.

O orçamento de 2019 foi elaborado prevendo que a economia cresceria 2,5%. Em março, a previsão caiu para 2,2%, em maio passou para 1,6% e, em julho, para 0,81%. Em setembro o governo elevou a previsão para 0,85%.

Para 2020, a previsão de crescimento do PIB passou de 2,17% para 2,32%. Segundo o Ministério da Economia, contribuíram para o aumento fatores como: redução dos juros, melhora dos indicadores de confiança e efeitos iniciais das reformas estruturais e desestatização do governo federal, que tendem a afetar positivamente a atividade do próximo ano.

A projeção do governo se aproxima da previsão do mercado financeiro. Segundo o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na segunda-feira (4), os economistas das instituições financeiras estimam uma alta do PIB de 0,92% para 2019 e de 2% para 2020.

Inflação
O governo reviu também a expectativa para a inflação em 2019, que passou de 3,67% para 3,26%.

De acordo com o Ministério da Economia, a queda no preço dos alimentos foi a principal responsável pela redução da estimativa de inflação.

“Após o choque de alta desses preços no primeiro trimestre, houve reversão deste movimento ao longo do segundo e terceiro trimestres”, afirmou o ministério.

Para 2020, a projeção de inflação é de 3,53%.
Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *